terça-feira, novembro 04, 2008

May the FORCE.COM be with you!

Hi Folks,

Preambulâncias
Ao som de Born To Be Wild, um salão de automóvel em pindorama onde um dos únicos 5 Pagani Zonta-F do mundo estavam. Entrei pra ver um Honda Fit, sai babando por um Subaro Impreza WRX.

A que viemos
Há uns 3 anos venho acompanhando de perto o modelo de Value Cloud desenvolvido pela SalesForce.com e sua troupe de executivos com o "push-hard way of life" aprendido na Oracle e sua instigante e holística paranóia para crescer em "clusters". Esta semana acontece mais um DreamForce, o evento anual da empresa. Numeros:
  • 9 mil clientes;
  • 40 paises;
  • 250 seções e painéis.
Por isso a imprensa está babando pelas dimensões do evento. Em vários locais (aqui, ali, ali também, etc, etc, etc. e acolá) coberturas interessantes serão feitas (uma excelente é esta). Aqui tem uma entrevista boa com o Mark. Bem como os principais webcasts pode ser encontrados aqui.

Love is in the air...
Lord Benioff abriu o evento resumindo tudo em uma palavra: AMOR. Integrando-se harmoniosamente com seus parceiros Google, Amazon e Facebook, num mashup de dar inveja de tao bem projetado, lá vamos nós aprender que SaaS não tem nada só a ver com aplicações, mas com uma orquetração (acho que á ouvi isso de Redmond há muitos anos atrás) de um ecosistema.

BuzzWorld
Mas, como fez questão de tacar gelo meu amigo do Gartner, Michael Maoz (o analista ranzinza de CRM, uma espécie de Diogo Mainard do crm).
"In my core area of customer service and support applications, I have pointed out and analyzed in my published research that Salesforce still has plenty of room for improvement. The big integrators have practically no competencies around Salesforce.com for large call centers. There is very little support for core desktops in key business-to-consumer verticals such as Communications, Healthcare, Federal Government, or Banking."

Em resumo, na parte "menos fashion" da coisa, ainda há muita poeira a comer... Por isso que a Oracle ainda é O líder deste mercado.

The dark side of the FORCE.
Só que Outras iniciativas, incluindo a Zoho, pipocam inclusive no Cloudspace de Pindorama e ai é onde a porca torçe o rabo!

E outra para os competidores, a SalesFoce (como toda empresa de acionistas e orientada a crescer que se preza faz) joga o que os americanos chamam de "hard ball" (mais uma daquelas coisas do baseball). Vejam este post do Denis Howlet e a estória de horror dos "coitadinhos" da Zoho. Basicamente, ele diz que quando a Zoho se recusou a vender, a Salesforce disse que aos clientes que tentavam migrar (para o Zoho) que eles não poderiam tirar os dados do primeiro até o fim do contrato. Segundo o próprio CEO Da Zoho:

"Since then (when we refuse to sell or discontinue our crm solution), Salesforce has repeatedly tried to block customers from migrating to Zoho CRM, by telling them (falsely) that they cannot take their data out of Salesforce until their contract duration is over. We have emails from customers recounting this.

Readers need to understand that Benioff comes from Oracle, a company famed for playing hardball as epitomized by its CEO, Larry Ellison. Oracle has a knack of turning out hard nosed, often successful Silicon Valley execs that are super competitive. Benioff is another in a long line of execs that include Tom Siebel (Siebel Systems), Craig Conway (PeopleSoft) and Zach Nelson (NetSuite.)

These companies understand one thing - winning is all about lock in and with the Force.com, Salesforce.com is no different any of its predecessors."

Gaiola Dourada
Em resumo, toda essa estória de amor é o mesmo jogo de sempre de qualquer empresa acionária voltada para criar efeito de trava. Venham, amem-se mas não saiam daqui nem deixem de pagar mais.

"As Salesforce.com gets bigger and it attracts more developers to its Force.com platform, we can expect more yapping and reminders about however much Benioff may declare his love, he is really acting like every other enterprise vendor that has gone before: locking you in while smiling benignly. In the long term, that also means higher cost as the captor squeezes as much out of its prisoners as possible."

Que o diga a bosta do RuindowsHastaLaVista que sou obrigado a usar do meu maravilhoso Sony Vaio.

SENTAPUA! E vamos à luta, Filhos da Pátria!

Um comentário:

Julio Silva disse...

Tudo bem Courtnay?

Cara cheguei até seu blog,
através do blog do Jordão,
a qualidade dos seus comentários chamaram a minha atenção.

Vou te fazer a mesma pergunta que fiz ao Jordão.

A resposta a essa pergunta é para mim é um grande desafio.

Trabalho com design gráfico e desenho carros desde os 3 anos de idade, hoje estou na faixa dos quarenta.

Tenho paixão por carros esportivos, e fui desenvolvendo meus desenhos baseado nessa paixão.

meu site é esse

http://velocci.atspace.com

Minha área é só design exterior de carros esportivos, e a única brecha que ví para algum dia trabalhar com isso é começar em uma empresa pequena, nos EUA e Inglaterra tem muitas delas, no Brasil esse mercado é quase inexistente, e em todo o mundo é um mercado onde os clientes preferem as empresas tradicionais.

Preciso continuar me desenvolvendo no design e tambem preciso desenvolver a parte de contatos que é o meu ponto mais fraco,
mas acredito muito no trabalho que faço.

Automóveis é uma área onde tambem a experiência do cliente é decisiva, já que você é apaixonado por essa área,
ele pode se encantar com o design, mas quando usa o carro e se relaciona com a marca é que ele sente a real né?

Bom minha pergunta é

Como faço para começar a trabalhar nessa área?

eu náo conheço ninguem e ninguem me conhece, já enviei e-mails para blogs e revistas especializadas, coloquei meu portifólio nos principais sites de design de carros, mas não deu resultado, não consegui ter uma idiea de como uasr a internet para me promover.

meu e-mail
julioarte2@yahoo.com.br

Um grande abraço

Julio Silva